Entre em contato por mensagem via whatsapp ou ligue e seja atendido sem sair de casa

Aneurisma da artéria carótida interna pODE DAR DIREITO AO BPC

Se você foi diagnosticado com aneurisma da artéria carótida interna, saiba que você tem direito a um benefício importante: o BPC-LOAS. Essa doença, também conhecida como aneurisma carotídeo ou dilatação da artéria carótida, é classificada pelo CID-10 como I67.1. Ela afeta os órgãos do sistema nervoso central e pode provocar sintomas como dor de cabeça, visão dupla, dificuldade para falar, paralisia facial, perda de consciência, entre outros.

Quem tem essa doença pode enfrentar muitas dificuldades no dia a dia. Ela pode afetar membros do corpo como braços e pernas, bem como os sentidos do corpo, como visão e audição. Além disso, pode prejudicar a capacidade de trabalhar, afetando funções como equilíbrio, coordenação motora, fala e memória. Também pode afetar funções mentais, como a capacidade de concentração e raciocínio.

As sequelas da doença podem ser graves, comprometendo o autocuidado e a autonomia do portador. Entre as dificuldades enfrentadas, estão a dificuldade para realizar atividades básicas do dia a dia, como alimentação e higiene pessoal. Isso pode levar a um isolamento social, preconceito e até mesmo a uma queda na renda. Mudanças na rotina são exigidas, e o portador da doença pode enfrentar dificuldades para conseguir emprego e manter uma vida social ativa.

O tratamento da doença pode envolver cirurgia, fisioterapia, medicação e cuidados especiais. A cirurgia pode ser necessária para reparar a artéria afetada. A fisioterapia é importante para ajudar na recuperação dos membros afetados pela doença. Se o paciente precisar de cuidadores, o BPC-LOAS pode ajudar a financiar esses custos. Entre os medicamentos mais comuns utilizados para o tratamento do aneurisma da artéria carótida interna, estão o losartana, o propranolol, o captopril e o atenolol. No entanto, esses medicamentos podem causar efeitos colaterais como insônia, disfunção erétil, fraqueza muscular e depressão. É importante lembrar que alguns medicamentos mais caros podem estar disponíveis no SUS, na farmácia popular ou como medicamento de alto custo, mediante solicitação ao governo.

Se você sofre com aneurisma da artéria carótida interna, sabe o quão difícil pode ser realizar algumas atividades cotidianas. Trabalhos que exigem esforço físico, como a construção civil, ou que demandam muito tempo sentado em frente a um computador, como a contabilidade, podem ser desafiadores. Profissões como as de motorista, cozinheiro ou cabeleireiro também podem se tornar impraticáveis, já que exigem precisão e atenção constantes.

Além dos desafios no trabalho, a doença também pode afetar o desenvolvimento de crianças. Problemas no fluxo sanguíneo podem levar a atrasos no crescimento físico, na fala e na aprendizagem. A socialização também pode ser prejudicada, já que a doença pode afetar a capacidade de interação com outras crianças.

Para garantir uma renda mensal vitalícia a pessoas com deficiência, o governo brasileiro oferece o Benefício de Prestação Continuada (BPC-LOAS), que é concedido pelo INSS. Para ter direito ao benefício, é necessário ter uma renda familiar de até 1/4 do salário mínimo por pessoa, além de comprovar a incapacidade para o trabalho e a ausência de outras fontes de renda.

Se você precisa de tratamento para aneurisma da artéria carótida interna, o estado de São Paulo conta com hospitais de referência, como o Hospital das Clínicas e o Instituto do Coração, onde especialistas em neurologia e neurocirurgia podem acompanhar seu caso de perto.

Não deixe de buscar seus direitos e melhorar sua qualidade de vida! O BPC-LOAS pode ser a solução para seus problemas financeiros, e a BUROCRACIA ZERO está aqui para ajudar. Nossa equipe especializada pode te orientar e auxiliar no processo de requerimento do benefício. Garanta sua dignidade e cidadania, e entre em contato conosco pelo whatsapp. Não perca mais tempo, conte com a BUROCRACIA ZERO para mudar sua vida para melhor!

O que é o CID I67.1?
O CID I67.1 é um código que se refere a aneurisma dissecante da aorta torácica. Essa condição ocorre quando a camada interna da aorta, a maior artéria do corpo humano, se rompe e o sangue se acumula entre as camadas da parede da artéria, criando uma cavidade. Se não for tratado rapidamente, um aneurisma dissecante pode levar à morte.

Quais são os requisitos para receber o BPC-LOAS com o CID I67.1?
Para receber o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC-LOAS) com o CID I67.1, é necessário comprovar a incapacidade para o trabalho e a renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo.

Quais benefícios previdenciários uma pessoa com CID I67.1 tem direito?
Uma pessoa com CID I67.1 pode ter direito a benefícios previdenciários como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou pensão por morte, desde que cumpra os requisitos estabelecidos por lei.

Como comprovar a incapacidade para o trabalho com o CID I67.1 com exemplos de laudos e exames?
A incapacidade para o trabalho com o CID I67.1 pode ser comprovada por meio de laudos médicos e exames que evidenciem a condição de aneurisma dissecante da aorta torácica e seus efeitos no organismo, como exames de imagem que mostram o tamanho e localização do aneurisma, avaliações cardíacas e pulmonares, entre outros.

Que sequelas as pessoas precisam ter desenvolvido para comprovar a incapacidade para o trabalho com o CID I67.1?
Não é necessário que uma pessoa com CID I67.1 tenha desenvolvido sequelas específicas para comprovar a incapacidade para o trabalho. O importante é que a condição de aneurisma dissecante da aorta torácica esteja afetando significativamente a capacidade de trabalho da pessoa.

Como é avaliada a incapacidade laboral para quem tem CID I67.1 para a concessão do BPC-LOAS com exemplo de incapacidades?
A avaliação da incapacidade laboral para concessão do BPC-LOAS com o CID I67.1 é realizada por peritos médicos do INSS, que analisam a documentação médica e a capacidade funcional do indivíduo. Dependendo do grau de incapacidade, a pessoa pode ser considerada totalmente ou parcialmente incapaz para o trabalho. Alguns exemplos de incapacidades podem ser: dificuldade de locomoção, fadiga, dores crônicas, entre outras que afetem a capacidade de trabalho.

Crianças e adolescentes

Crianças com deficiências ou com problemas de saúde que impactem o desenvolvimento e a aprendizagem podem ter direito ao BPC-LOAS. Envie as documentações médicas que você tem para nós por Whatsapp e analisaremos o caso.

ADULTOS
Para um adulto entre 18 e 64 anos ter acesso ao BPC -LOAS é necessário que o problema não tem cura (nem por cirurgia, remédios, terapias ou aparelhos) e que impeça a pessoa de realizar qualquer tipo de trabalho.  Envie as documentações médicas que você tem para nós por Whatsapp e analisaremos o caso.
idosos com 65 anos ou mais

Idosos que tenham completado 65 anos podem ter um processo facilitado para o acesso ao BPC-LOAS. Fale conosco. É possível ter mais de um BPC na mesma família e em alguns casos a renda familiar pode ser flexibilizada quando há mais de um idoso na mesma casa.

baixa renda
Seja criança, adolescente, adulto ou idoso, para receber o BPC é necessário que a pessoa seja de uma família considerada baixa renda pelo governo.. Nos informe por Whatsapp a renda familiar bruta da sua família e quem são as pessoas que moram na casa para fazermos o cálculo para você. Só precisamos saber das rendas oficiais como salários com carteira assinada e aposentadorias ou pensões.

dúvidas de clientes

Como passar na perícia do INSS por Tumor de Retina?

Para passar na perícia do INSS por Tumor de Retina, é importante apresentar relatórios médicos detalhados que comprovem a existência da condição, bem como seus sintomas e impactos na capacidade de trabalho. É fundamental que o laudo médico esteja atualizado e inclua informações como o estágio do tumor, o tipo de tratamento recebido, a frequência e gravidade dos sintomas, a necessidade de afastamento do trabalho e a possibilidade de reabilitação.

Além disso, pode ser útil obter laudos complementares de outros profissionais de saúde, como oftalmologistas e oncologistas, para reforçar a necessidade de afastamento e tratamento adequado. É importante comparecer à perícia bem preparado e com todos os documentos necessários em mãos para garantir uma avaliação justa e precisa.

CRM form will load here

Fale conosco

Resolvemos o problema que está tirando o seu sono

Perguntas e respostas

O BPC é voltado para pessoas com qual renda?

O BPC, em regra, é voltado para famílias que tem renda de até 1/4 de salário mínimo por pessoa. Ou seja, onde 1 salário mínimo sustenta quatro pessoas ou mais. Contudo, esse valor pode ser maior dependendo dos gastos essenciais dessa família, especialmente com saúde. Na dúvida nos consulte sobre seu caso concreto.

Quanto a família recebe de bpc?

O beneficiário pessoal ou familiar recebe o mesmo valor: um salário mínimo mensal.

Isso significa um acréscimo de 12 salários mínimos por ano na renda de famílias em situação de vulnerabilidade, valores que não podem ser menosprezados.

BPC não tem 13º salário.

pedi bpc e ele foi negado. posso pedir novamente?

Pode sim, e o melhor é que se for comprovado que você tinha direito, todos os valor não pago desde a primeira requisição serão depositados juntos.

Ou seja, você pode ter muito dinheiro a receber! Ligue-nos.

Meu marido recebe aposentadoria e eu nunca contribuí para a previdência. tenho direito ao bpc?

Sim, mas com duas condições.1. É necessário que a aposentadoria do marido ou esposa não seja maior que um salário mínimo. 2. Além disso, a pessoa que requisita deve ter mais de 65 anos ou ser incapaz de prover o próprio sustento.

Moro com meu filho casado e ele tem renda familiar alta. tenho direito ao bpc?

Sim.Filhos casados, em união estável, viúvos ou separados não contam para a composição da renda do BPC mesmo que morem na mesma casa.A composição se dá, como regra geral, entre o casal e os filhos solteiros.

Quais documentos são necessários para requerer o bpc?

CadÚnico atualizado é fundamental.

Além disso, informações sobre renda, custo de vida, exames e laudos (no caso de doenças e deficiências), além do CPF de todos os membros do núcleo familiar.

Meu bpc foi cancelado. posso pedir novamente?

Sim, mas é preciso verificar antes a razão para a negação do benefício.

Quem recebe bolsa família pode pedir bpc?

Sim.

Famílias que recebem Bolsa Família (Auxílio Brasil) podem requerer BPC.

o bpc é permanente?

Não. É um benefício temporário, enquanto a pessoa estiver dentro do mesmo quadro econômico-social. Caso a renda se altere, seja por registro em carteira de um membro familiar ou abertura de empresa, o benefício é cancelado. Ele também é cancelado caso o beneficiário passe mais de 2 anos sem atualizar seu CadÚnico.

depressão é motivo para concessão de bpc?

Depende.

Caso seja uma depressão ou qualquer transtorno mental incapacitante que impossibilite a pessoa prover seu próprio sustento, além de não ter condição de ser sustentada pela família, sim.

É possível ter dois bpc na mesma família?

Sim.

Em alguns casos é possível, especialmente quando se tratar de dois idosos, ou envolver pessoas com deficiência.

tive um acidente e ficarei em reabilitação por longo período. tenho direito ao bpc?

Se houver um laudo médico afirmando que sua reabilitação levará mais de dois anos e que é incompatível com atividade laboral, sim.

MEU IRMÃO MORA NA MINHA CASA. A RENDA DELE CONTA COMO FAMILIAR?

Se o seu irmão for solteiro, a renda que ele obtiver conta na renda familiar. Se ele for casado, viúvo, separado ou estiver em uma união estável, não conta.

RECEBO AUXÍLIO DE UMA TIA E CESTA BÁSICA DA IGREJA. ESSAS AJUDAS CONTAM COMO RENDA?

Auxílios recebidos fora do núcleo familiar, como regra geral, não contam como renda. Contudo, é preciso provar que a família ampliada, de fato, não tem como prover o sustento.

a burocracia zero fica em são paulo e moro longe. como fazer?

Com ajuda da tecnologia e das novas legislações que reconhecem as transações feitas pela internet não é preciso mais estarmos fisicamente juntos para que a gente te atenda. Reuniões pela internet, fotografia de documentos e assinaturas pelo celular. Tudo isso é possível, legalmente aceito e rápido!

tenho interesse. vamos conversar?

Sim! Entre em contato por telefone ou whatsapp e agende uma consulta. Os atendimentos para os benefícios assistenciais têm consulta gratuita. Te explicaremos tudo, você envia os documentos e assina o contrato. No atendimento ao benefício assistencial só te cobraremos quando tudo der certo e nosso pagamento só será devido quando seu dinheiro sair. 

Você só nos paga se você também ganhar

Enquanto o governo tem todo interesse em não conceder benefícios e isenções para você, a Burocracia Zero tem uma política bem diferente: só ganhamos nossos honorários se você atingir o objetivo! Nós somos os maiores interessados em que você consiga sua isenção, ou a recuperação de valores pagos a mais, ou a concessão de um benefício, pois nós ganhamos quando você ganha. Salvo despesas, como laudos, certificados digitais, perícias ou documentações, por exemplo, para a recuperação de imposto de renda pago indevidamente ou a solicitação de isenção você só nos paga após o resultado positivo do nosso trabalho.